Make your own free website on Tripod.com

Enciclopedia de Númaior - Artigos dos Dornas

"Libros - fonte de erudição."

Dornas da Nascente

Os dornas da nascente formavam uma tribo ímpar. Eram pacíficos e avançados e os únicos entre os dornas que tinham escrita. Eram dominados pelo mesmo clã a muito tempo.

Durante a dominação dos danús, pela primeira vez as forças de Avú foram barradas, mesmo contendo várias tribos unidas (as três do Êibreram mais o que sobrou dos teludin). Num segundo ataque que passou a incluir as forças dos sincos e dos norodas, Javú-Oda, o bravo líder dos dornas da nascente, foi capturado. Os dornas da nascente o amavam, e alguns heróis foram resgatar-lhe, e tiveram êxito. Javú-Oda sabia que era uma guerra sem esperança de vitória, pois não poderia lutar contra todos os outros dornas confederados. Ao ser liberto, porém, infligiu uma derrota vergonhosa aos dornas que o cercavam, pois os que cercavam excediam em número os cercados. Ao receber notícias de tamanha derrota, Avú, em pessoa, foi comandar a tomada dos dornas da nascente.
Javú-Oda era brilhante estrategista militar, mas sabia que Avú também o era, e dominava um exército maior. Javú-Oda liderou então uma incrível manobra: Encurralados entre o "mar alto”, e uma incrível armada comandada por Avú em pessoa, os dornas da nascente fizeram, na noite anterior ao combate, jangadas, colocaram nelas suas famílias, provisões e esperanças. Achavam que havia alguma chance de atravessar o Valíadas e esbarrar em alguma terra. Na verdade, encontraram uma ilha, e souberam que o "mar alto" não era um oceano, como é o Valíadas. Lá fundaram uma nova civilização.

Djeneni escreveu os feitos da época em três obras:
Pardiras Atacados, Javú-Oda Retornando e Nas Águas - Apar e Dirá.

Nessa ilha nasceu a valente nação de Apar-Dirá.